Normas.com.br - Biblioteca Técnica Digital (uso Pessoal)

GEDWeb - Biblioteca Técnica Digital (uso Corporativo)

Portal Target
  Cronograma

Disponíveis pela Internet

Eventos Gratuitos

Docentes

 

Coletâneas

Comentadas

Projetos de Normas

Glossário Técnico

Soluções para gestão de acervo

Versões em outros idiomas

  Traduzidas

Glossário Técnico

  Mais recentes

   M A T É R I A   T É C N I C A
      Publicada: 08/11/2011

NBR 7501: A terminologia do transporte terrestre de produtos perigosos


08/11/2011 - Equipe Target

Transporte de Produtos Perigosos

As exigências do desenvolvimento econômico impõem a movimentação de produtos perigosos pelos diversos tipos de transporte, que se mostram fundamentais para a cadeia produtiva. Porém, independentemente da modalidade adotada, a atividade do transporte de produtos perigosos envolve riscos porque sempre existirá a possibilidade de acidentes. No Brasil e Mercosul, as atividades de transportes de carga, sejam eles rodoviários, ferroviários, hidroviário, marítimo e aéreo são consideradas perigosas, de acordo com a classificação da ONU e na publicação no “Modelo de Regulamento - Recomendações para o Transporte de Produtos Perigosos”, conhecido como Orange Book (Publicações ST/Sg/Ac.10/1rev. 11 e 12).

Segundo a Cetesb, a tendência histórica de priorizar investimentos públicos no transporte rodoviário não constitui uma peculiaridade brasileira. Na Europa, apesar do apoio governamental de incentivo à intermodalidade, principalmente do setor ferroviário, os dados da International Road Transport Union (IRU) demonstram que as rodovias avançam e ganham cada vez mais espaço no meio urbano ou no rural. Assim, a exemplo de outros países, no Brasil, os produtos perigosos também são transportados de diversas formas, ou seja, rodoviário, ferroviário, marítimo, fluvial e através de dutos. No entanto, a grande maioria é transportada por rodovias, em função do modelo de transporte adotado no país.

Considerando o meio de transporte mais popular no Brasil, a movimentação da produção dos setores químicos, petroquímico e de refino de petróleo é maior. Naturalmente, essa atividade de transporte lidera as estatísticas de acidentes ambientais no estado de São Paulo, totalizando 37,4% atendidos pela CETESB, por ser um grande centro produtor e consumidor e elo de ligação para outros pólos industriais do Brasil, como Camaçari/BA e Triunfo/RS.

Em qualquer etapa do processo de utilização de produtos perigosos existe a probabilidade de ocorrência de acidentes. Porém, não restam dúvidas que as operações de transporte são as mais vulneráveis, porque estão expostas a uma infinidade de fatores externos que podem desencadear acidentes desde o ponto de origem até o destino final da carga. Nesse sentido, o transporte rodoviário de produtos perigosos tem gerado diversos riscos ao homem e ao meio ambiente, causando danos materiais, bem como à saúde e à vida. O crescente número de acidentes rodoviários durante o transporte de produtos perigosos no Estado de São Paulo, preocupa consideravelmente as autoridades governamentais e demais segmentos envolvidos, tendo em vista a circulação por áreas densamente povoadas e vulneráveis do ponto de vista ambiental, agravando assim os impactos causados ao meio ambiente e à comunidade.

Por isso, a norma NBR 7501 define os termos empregados no transporte terrestre de produtos perigosos. As referências normativas incluem a Resolução nº 420 de 12 de fevereiro de 2004, da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), que aprova as Instruções Complementares ao Regulamento do Transporte Terrestre de Produtos Perigosos e suas modificações; e o CNEN-NE-5.01, Transporte de Materiais Radioativos. Para os efeitos dessa norma, aplicam-se os termos e definições do Anexo da Resolução nº 420 da ANTT, da CNEN-NE-5.01 , e muitos outros como:

Avaliação de Emergência - Observação da unidade de transporte e das adjacências imediatas, visando verificar e avaliar a iminência de uma emergência e a possibilidade de seu controle.

Documento de Controle Ambiental - Documento emitido por órgão ambiental, que permite conhecer e controlar a forma de destinação dada pelo gerador, transportador e receptor dos resíduos.

Documento de Controle de Resíduos Perigosos - Documento emitido pelo gerador quando não houver o documento de controle ambiental, que permite conhecer e controlar a forma de destinação dada pelo gerador, transportador e receptor dos resíduos perigosos.

Emergência - Ocorrência caracterizada por um ou mais dos seguintes fatos: a) vazamentos, como, por exemplo, através de válvulas, flanges, tubulações, acessórios, fissuras ou rupturas do vaso de transporte ou rupturas de embalagens ou proteção; b) incêndio e princípios de incêndio; c) explosões; d) colisões, abalroamentos, capotagem, quedas que causem ou tornem iminentes as ocorrências das alíneas a), b) e/ou c); e) eventos que venham a provocar as ocorrências citadas acima ou causem, de qualquer modo, a perda de confinamento do(s) produto(s) transportado(s).

Gás Inflamável - Gás que, a 20°C e à pressão de 101,3 kPa, é inflamável quando em mistura de 13 % ou menos, em volume, com o ar; ou apresenta uma faixa de inflamabilidade com o ar de no mínimo 12 pontos percentuais, independentemente do limite inferior de inflamabilidade.

Material Físsil - Abrange urânio-233, urânio-235, plutônio-239, plutônio-241, ou qualquer combinação desses radionuclídeos. Excetuam-se desta definição: urânio natural ou urânio empobrecido não irradiado, e urânio natural ou urânio empobrecido que tenham sido irradiados somente em reatores térmicos.

Material Radioativo - Material que contém substâncias emissoras de radiação ionizante. Substância que apresenta radioatividade superior a 7,5 x 104 Bq/kg (2 mCi/kg).

Para mais informações sobre a NBR7501 de 09/2011, clique no link:

NBR7501 - Transporte terrestre de produtos perigosos - Terminologia


FONTE: Equipe Target

 
N O R M A S   T É C N I C A S   R E L A C I O N A D A S
Foram encontrados(as) 4 Normas Técnicas.
Você está visualizando a página 1 de 1.
 
1 
NBR13900
de 07/1997
Transporte ferroviário - Produto perigoso - Treinamento
Nr. de Páginas: 3
Clique para fazer a pré-visulização gratuita desta normaPré-visualização gratuita
Clique para visualizar a norma imediatamenteIncluir já!
 
NBR14095
de 08/2008
Transporte rodoviário de produtos perigosos - Área de estacionamento para veículos -...
Nr. de Páginas: 14
Clique para fazer a pré-visulização gratuita desta normaPré-visualização gratuita
Clique para visualizar a norma imediatamenteIncluir já!
  
NBR14619
de 07/2009
Transporte terrestre de produtos perigosos - Incompatibilidade química
Nr. de Páginas: 8
Clique para fazer a pré-visulização gratuita desta normaPré-visualização gratuita
Clique para visualizar a norma imediatamenteIncluir já!
 
NBR7503
de 06/2013
Transporte terrestre de produtos perigosos - Ficha de emergência e envelope - Características,...
Nr. de Páginas: 12
Clique para fazer a pré-visulização gratuita desta normaPré-visualização gratuita
Clique para visualizar a norma imediatamenteIncluir já!
  
 
1 
Você não efetuou login

Você não efetuou login

  R$ 0,00

Hoje você adquiriu 0 pontos *
 

Bebedouros devem ser fabricados conforme as normas técnicas

 
 
Bebedouros devem ser fabricados conforme as normas técnicas
 
  
 
 

Cadeiras plásticas monobloco terão que ser certificadas obrigatoriamente

 
 
Cadeiras plásticas monobloco terão que ser certificadas obrigatoriamente
 
  
 

Copyright© 1994-2014 Target Engenharia e Consultoria Ltda. Todos os direitos reservados.
Av. Alfredo Egídio de Souza Aranha 75, 2º Andar - São Paulo - SP
CEP 04726-170 - Brasil - Tel.: [55] 11 5641.4655 Recepção: Ramal 11
Fax: [55] 11 5641.4750 - Skype: suporte.target
E-mail: ouvidoria@target.com.br